Uva

Pesquisa agropecuária aposta no uso intensivo das TIC

As tecnologias da informação e comunicação (TIC) estão se disseminando rapidamente pelo campo. Com a adoção de tecnologias cada vez mais eficientes e modernas, a agricultura melhora a sua competitividade e o produtor rural também passa a produzir de forma mais sustentável. Por isso, as instituições de pesquisa agropecuária vêm apostando no uso intensivo das TIC visando criar soluções integradas que tragam ganhos efetivos em produtividade, sustentabilidade e qualidade econômica, social e ambiental.

“A Embrapa e seus parceiros têm um papel fundamental para seguir respondendo aos desafios no espaço rural. Nessa mudança de paradigma, em que a complexidade é a questão emergente, a Embrapa terá de responder às demandas da agropecuária brasileira e, simultaneamente, antecipar o futuro. E as tecnologias da informação e comunicação desempenham uma função importante nesse contexto”, destaca Silvia Massruhá, chefe-geral da Embrapa Informática Agropecuária.

Para enfrentar os desafios da agricultura contemporânea, torna-se cada vez mais importante a busca por maior produtividade e eficiência na agropecuária e pela otimização do uso dos recursos naturais e ambientais, ressalta Silvia. Este cenário pode ser atingido com a aplicação de tecnologias de informação integradas em diferentes áreas, como mecanização, fitossanidade, biotecnologia, reprodução e bem-estar animal,  rastreabilidade e segurança alimentar, agricultura de precisão, gerenciamento de risco agrícola, e mitigação das mudanças climáticas.

Publicação – Os atuais desafios e oportunidades de desenvolvimento de TIC na área de pesquisa agropecuária são apresentados no livro “Tecnologias da Informação e Comunicação e suas relações com a agricultura“, editado pela Embrapa e disponível para consulta na internet <http://goo.gl/nhkoY5>. A publicação relata experiências desenvolvidas no Brasil pela Embrapa Informática Agropecuária, que há 30 anos atua em TI aplicada à agricultura, e na América Latina, pelas instituições ligadas ao Programa Cooperativo para el Desarrollo Tecnológico Agroalimentario y Agroindustrial del Cono Sur (Procisur).

O objetivo é oferecer subsídios para uma reflexão sobre as principais perspectivas tecnológicas das TIC aplicadas ao setor agropecuário – as chamadas AgroTIC – para os próximos anos. A obra é fruto de um trabalho conjunto realizado, no âmbito da Plataforma de Tecnologias Emergentes do Procisur, pela Embrapa, Instituto Nacional de Tecnología Agropecuaria (Inta Argentina), Instituto de Investigaciones Agropecuarias (Inia Chile), Instituto Nacional de Investigación Agropecuaria (Inia Uruguai) e Instituto Interamericano de Cooperação para Agricultura (IICA).

O livro tem como editores técnicos os pesquisadores da Embrapa Informática Agropecuária Silvia Maria Fonseca da Silveira Massruhá, Maria Angélica de Andrade Leite, Ariovaldo Luchiari Junior e Luciana Alvim Santos Romani. Conta, ainda, com a colaboração dos pesquisadores Gustavo Chacón, do Inia Chile, Miguel Luengo, do Inta Argentina, e Juan Manuel Soares de Lima, do Inia Uruguai, membros do grupo de Tecnologia da Informação aplicada à Agricultura que integra a Plataforma de Tecnologias Emergentes do Procisur.

Fonte: Portal Emprapa, adaptado por Agrinnovation.